O que é um dispositivo SSD? Saiba como deixar o seu PC mais rápido

Quem usa computadores há algumas décadas já viu muitas evoluções do meio de armazenamento de dados. Das fitas barulhentas, aos disquetões e disquetinhos, passando pelo ZIP Drive e, é claro, a grande estrela: o disco rígido.

Mas, tudo evolui e os discos rígidos começam a ser substituídos. Ou, ao menos, ganhar um aliado mais forte – ainda que com custo mais elevado: os SSDs, sigla em inglês para solid state drive.

Onde o SSD se destaca? Onde ele ainda pode ser batido? Quais as diferenças entre HD e SSD? A gente vai dar uma pincelada nesses temas para esclarecer e mostrar para você porque essa nova tecnologia é tão importante.


Diferenças físicas entre o HD e o SSD

A primeira coisa para começar a explicar a diferença entre os dois está no aspecto físico das duas tecnologias.

O disco rígido (ou HD, de hard disk) é uma uma engenhoca cuidadosamente pensada e usada desde a década de 50. Para simplificar seu funcionamento, explicamos que consiste em um disco rígido magnético que gira a uma alta velocidade e um braço que usa uma agulha em um braço mecânico que percorre a superfície na hora da leitura e gravação dos dados.

Já o drive de estado sólido (tradução livre para a sigla SSD) possui apenas dois componentes: um chip de memória flash e um controlador que passa as informações ao computador.

Trocando em miúdos, o HD depende de impulsos mecânicos que façam o disco girar e o braço se movimentar. O segundo apenas de impulsos elétricos que transmita os dados necessários.


O que isso quer dizer?

O leitor já deve ter percebido qual é a solução mais simples: o SSD. Mas explicaremos agora brevemente no que essa simplicidade se reflete e porque o drive de estado sólido está mudando o mercado.

Resistência. Por não possuir peças mecânicas, o SSD não está sujeito a panes como o HD. Suas peças não se gastam da mesma forma.

Leveza. A simplicidade permite a criação de dispositivos minúsculos que, no HD, seriam impossíveis. Menos componentes, menor espaço gasto, computadores menores e mais leves. Por isso, o SSD é amplamente utilizado em portáteis.

Menor consumo de energia. Mais um ponto para o SSD: ele poupa energia e aumenta a autonomia de